setor de franquias

Setor de franquias: aprenda quais são os termos mais usados!

O setor de franquias é cada vez mais procurado pelos interessados em começar um negócio. Isso porque permite investir em um empreendimento já estruturado, com planos de ação estabelecidos e com boa reputação no mercado, quase sempre lidando com marcar famosas e que estão entre as preferidas dos consumidores.

No entanto, para desempenhar um bom papel à frente de uma franquia, é essencial, além de outros fatores, conhecer os significados dos termos mais usados nesse ramo. É justamente para isso que fizemos este post, que traz a explicação para os conceitos empregados ao falar de franquias. Boa leitura!

Franqueado e franqueadora

Antes mesmo de começar um negócio no setor de franquias, é essencial conhecer as diferenças básicas e o papel dos franqueados e das franqueadoras. Não é raro confundir o que representa cada uma dessas posições.

A franqueadora é a empresa que criou determinada marca, produto ou modelo de negócio, implementando-o e desenvolvendo-o primeiro em unidades próprias e que depois expandiu sua atuação por meio de franquias.

Dessa forma, ela oferece o modelo de negócio consolidado para que outros empreendedores interessados possam abrir unidades próprias que levem consigo os produtos, serviços e a reputação da marca, mediante investimento.

Já o franqueado é justamente esse empreendedor que investe para ter uma ou mais lojas da marca escolhida. Ele utiliza a marca da franqueada, mas é responsável pela administração das unidades que são sua propriedade.

Circular de Oferta de Franquia (COF)

A Circular de Oferta de Franquia é amplamente conhecida e chamada de COF. Ela é um documento apresentado ainda antes mesmo de o acordo entre franqueadora e franqueado ser fechado.

A razão para isso é simples: a COF é composta pelas condições gerais de implementação e operação da franquia de uma marca. A apresentação desse documento é obrigatória, de acordo com a lei de franquias, que regulamenta a atuação de negócios do tipo. Além disso, é importante que esse documento seja entregue em prazo razoável, para que possa ser analisado com calma.

Com a COF em mãos, o potencial franqueado consegue identificar quais serão suas obrigações e direitos, incluindo questões legais e financeiras, planos de negócio e de expansão da marca.

Conselho de franqueados

O conselho de franqueados é um grupo de empresários que contam com unidades de negócio de uma determinada franqueadora. Eles se reúnem para discutir pontos pertinentes sobre suas atividades e, a partir disso, levar a franqueadora a uma posição unificada sobre questões a serem discutidas entre as partes. Ou seja, cabe ao conselho de franqueados também representar os investidores da franquia diante da franqueada.

Consultoria de campo

A consultoria de campo é uma das estratégias adotadas pela franqueadora para garantir que o padrão da qualidade da marca está sendo seguido em cada uma das unidades franqueadas e, assim, manter um bom atendimento a todos os consumidores.

Normalmente, a consultoria de campo acontece por meio do envio de consultores qualificados pela empresa para que possam avaliar a maneira como as atividades estão sendo desenvolvidas. A periodicidade dessas visitas costuma ser definida por contrato. A partir da análise feita pela consultoria de campo, o franqueado consegue aprimorar sua atuação e melhor a forma como o negócio é gerenciado.

Capital de giro

O capital de giro é o dinheiro que deve estar em caixa para que as necessidades básicas de manutenção de qualquer negócio sejam honradas na data certa, sem prejudicar a continuidade das atividades. Esses recursos, normalmente, são utilizados para pagar salários, fornecedores, impostos, contas de água, luz e aluguel.

Esse não é um termo exclusivo do setor de franquias, mas é importante que quem esteja interessado em investir nesse modelo de negócio o domine para administrar com consciência as contas do negócio.

Prazo de retorno

Outro termo que não é exclusivo do setor de franquias, mas que é essencial para a boa administração financeira e o planejamento de qualquer negócio.

Nesse sentido, quando estamos falando de franquias, o prazo de retorno é uma estimativa de quanto tempo será necessário para que o franqueado receba de volta o valor inicial investido. Esse número é estipulado com base no faturamento de outras unidades e leva em conta as particularidades de cada franquia.

Taxa de franquia

Investir em algumas franquias demanda o pagamento de alguns custos. O mais comum é a chamada taxa de franquia, que remunera a franqueadora, entre outras coisas, pelo seu modelo de negócio, pelo apoio na instalação no suporte e pelo apoio durante a operação. Quase sempre a taxa de franquia é paga uma única vez, no início do contrato. No entanto, algumas empresas exigem novo pagamento quando houver a renovação.

Taxa de royalties

Não confunda a taxa de franquia com a taxa de royalties. Ela serva para remunerar o uso da tecnologia ou marca do franqueador por parte do franqueado. A cobrança é feita periodicamente e pode ser feita tanto com um valor fixo ou por meio de uma taxa calculada sobre o faturamento.

Microfranquia

Como o próprio nome dá a entender, microfranquias são franquias menores, com investimento inicial de até R$ 90 mil, valor bem menor do que os demandados em franquias de maior parte.

Dessa forma, as microfranquias são indicadas para quem quer entrar no setor, mas não tem tanto dinheiro disponível para investir. Na maior parte dos casos, as microfranquias se concentram na área de prestação de serviços, contam com estrutura enxuta e permitem ao franqueado trabalho sozinho ou com pouquíssimos funcionários.

Store in store

A store in store é um modelo muito comum de microfranquia. Ela funciona com a abertura de uma franquia dentro de outra loja, utilizando estandes de venda ou mesmo dividindo o espaço disponível. Além da redução de custos, esse modelo permite que um negócio aproveite os consumidores de outro.

Embora seja importante conhecer e ter na ponta da língua os termos mais utilizados por quem investe no setor de franquias, é necessário ir além para obter sucesso investindo em negócios desse modelo. Logo, contar com uma assessoria financeira para caminhar com segurança na administração da sua franquia pode ser o melhor caminho.

Se você quer saber como a MADM pode ajudá-lo nesse aspecto, entre em contato agora mesmo e confira nossas soluções.

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.