Você sabe como aumentar o score de crédito da sua empresa?

Em diversos momentos, os empreendedores precisam recorrer aos bancos e a outras instituições, visando a levantar capital para quitar demandas urgentes ou mesmo para alavancar os negócios. Também pode ser que queiram comprar itens junto aos fornecedores com certo prazo para pagar no futuro. Por esses motivos, aumentar o score de crédito é fundamental.

No artigo de hoje, você poderá entender melhor o que é o score de crédito, além de algumas dicas para que o valor considerado para sua empresa esteja sempre elevado. Continue a leitura!

O que é o score de crédito?

O score de crédito é uma medida matemática que serve para indicar o relacionamento que cidadãos e empresas estabelecem com instituições bancárias e com outros cedentes.

Ele demonstra, por meio de uma expressão, se determinado CPF ou CNPJ tem o hábito de fazer compras a prazo e de tomar dinheiro emprestado e cumprir com os compromissos firmados. Em resumo, o score indica se aquela pessoa, física ou jurídica, é uma boa pagadora.

Ou seja, quanto maior for esse score, melhor. Afinal, nunca se sabe quando surgirá uma necessidade de adquirir insumos ou outros materiais de interesse com a possibilidade de fazer o pagamento em longo prazo ou mesmo de tomar um empréstimo, seja por emergência, seja por alavancagem.

O índice é calculado pela Serasa Experian, e o valor vai de 0 a 1000. Ela divide os consumidores em três grupos:

  • entre 0 e 300 – representa um alto risco de não cumprir as obrigações nos próximos 12 meses;
  • entre 301 e 700 – representa um risco moderado de inadimplência;
  • acima de 701 – representa um baixo risco de não realizar as quitações.

É claro, as empresas e pessoas com o indicador acima de 701 pontos têm mais facilidades para encontrar crédito no mercado. Por outro lado, quando o score está abaixo, esse pode ser um dos motivos que levam à recusa.

Importância do score

O score de crédito, portanto, é um dos instrumentos utilizados pelas empresas que vendem mercadorias ou cedem montantes financeiros para avaliar se vão ou não fazer negócio com você. E não apenas isso. O score também pode ser levado em consideração na hora de calcular as taxas de juros e de definir o prazo de quitação.

Isso quer dizer que esse indicador é extremamente importante na gestão de um negócio. Ele pode, inclusive, definir vantagens competitivas em relação ao seu concorrente. Se você consegue manter suas operações organizadas, cumprindo com suas obrigações financeiras sempre no prazo, conseguirá melhores condições de crédito.

O impacto disso é que o dinheiro terá um custo menor, sejam quais forem as fontes, representando um acréscimo direto em suas margens empresariais.

O que fazer para aumentar o score de crédito em seu negócio?

Como vimos, o score serve para indicar aqueles que são bons pagadores. Sendo assim, a primeira dica óbvia é se organizar para estar sempre com seus compromissos em dia. Muitas vezes, as empresas acabam atrasando pagamentos não por falta de dinheiro, mas por descontrole.

É preciso nomear um responsável por cada uma das contas para que isso não aconteça. Se possível, é válido até contar com um sistema mais robusto para que essa gestão seja ainda mais eficiente. Além de servir para o score, essa prática evita o pagamento de multas e preserva um bom relacionamento junto a quem cedeu crédito para a sua empresa.

Pensando de forma mais geral e em longo prazo, é fundamental estabelecer um bom planejamento financeiro, estruturando a companhia para gerar caixa suficiente a fim de criar reservas e elaborando e cumprindo orçamentos, acompanhando se tudo está saindo conforme o que foi projetado e fazendo os ajustes eventuais.

Evite gastos desnecessários e implante uma cultura visando a fazer as compras de maneira mais racional. Tendo sempre um relacionamento próximo com seus parceiros, muitas vezes, é possível obter boas condições de pagamento por meio de negociação. Avalie também se tem algo no portfólio de sua empresa que seja de interesse deles, já que a permuta é sempre uma boa opção.

Mantenha sempre os dados cadastrais de sua empresa atualizados. Faça consultas regulares na Serasa para saber o seu score e lembre-se de buscar informações sobre eventuais baixas no seu indicador. Com o nome de seu empreendimento sempre limpo junto às instituições, você só tem a ganhar!

Passando por momentos de dificuldade

Se, por algum motivo, houver uma situação em que surja uma demanda na qual sua empresa tenha que recorrer ao capital de terceiros, pesquise as melhores opções. Há diferenças de juros e taxas nas mais diversas alternativas oferecidas pelo mercado. Uma boa assessoria pode ajudar muito nesse processo.

Caso sua empresa esteja com dívidas, o caminho é renegociar. Para pessoas físicas, o exemplo clássico é de alguém que ficou devendo no cartão de crédito e que deveria buscar uma alternativa, como um crédito consignado, para trocar uma dívida pela outra, visando a reduzir os juros.

No caso de empresas, é sempre importante avaliar de forma criteriosa. Por exemplo, se você está em débito com um fornecedor-chave, pode ser melhor recorrer à outra opção, como a antecipação de recebíveis, já que há um risco de ele cortar seus suprimentos, o que poderia trazer graves problemas para sua produção ou prestação de serviços.

Aproveite todas as entradas de capital para fazer as quitações prioritárias e implante um modelo mais austero, visando a reverter o problema mais rapidamente. É muito comum observar algumas empresas que têm dívidas e que continuam gastando no dia a dia como se nada estivesse acontecendo. Até que, em uma hora, a “bomba” explode.

Quando a situação se normalizar, é preciso ter parcimônia para não achar que, agora que tudo passou, não há problema em se endividar de novo. Alternativas de crédito devem ser buscadas primariamente com o intuito de alavancar o negócio. Postergar dívidas é uma escolha que deve ser sempre evitada.

É também imprescindível ficar esperto para não ser enganado. O que pode ser feito para aumentar o score de crédito de sua empresa é investir em organização, bom relacionamento e renegociação de dívidas eventuais. Cuidado com falsas promessas que existem no mercado de gente que oferece serviços com esse objetivo por meio de atalhos.

Este artigo foi importante para você? Então, que tal compartilhá-lo em suas redes sociais para que seus contatos também possam ficar por dentro do assunto?

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.