calculo de payback

Cálculo de payback: entenda como funciona e sua aplicabilidade

Antes de fazer um investimento é importante considerar as possibilidades de retorno oferecido por cada uma das alternativas disponíveis no mercado. E como nem sempre é bom contar apenas com intuição, é válido conhecer algumas ferramentas que ajudam nessa tomada de decisão.

Entre as mais conhecidas está a de cálculo de payback. Se você não sabe como ele funciona e quais vantagens é possível obter, acompanhe este artigo, que apresenta como chegar ao indicador. Boa leitura!

O que é o payback?

O cálculo do payback é muito utilizado em contabilidade e indica o prazo necessário para que o valor investido seja compensando pelos rendimentos obtidos. Ou seja, é o período em que é preciso esperar para que todos os valores ganhos sejam equivalentes ao investimento inicial feito.

Logo de cara, não é possível estimar qual será o período de payback de um negócio, já que muitos fatores influenciam nisso. Dessa forma, ele pode acontecer de maneira muito rápida (em questão de meses), se arrastar por anos ou mesmo nunca surgir. Abaixo, listamos alguns temos que aparecem sempre lado a lado quando falamos de payback.

  • ROI(retorno sobre investimento) porcentagem do retorno sobre o investimento inicial;
  • VPL(valor presente líquido), utilizado para o cálculo do payback, indica o valor acumulado de fluxo de caixa;
  • TIR (taxa interna de retorno); taxa de juros para qual o VPL se torna zero.

Além do payback simples, existe também o payback descontado, que considera no cálculo os juros sobre o tempo em que o dinheiro for investido.

Como funciona e como fazer o cálculo do payback?

Não existe segredo sobre a fórmula do cálculo do payback. Todavia, para que ela represente a realidade, é necessário ter em mãos dados precisos sobre o andamento do negócio, principalmente no que diz respeito às informações sobre o fluxo de caixa.

Powered by Rock Convert

O payback pode ser obtido por meio da divisão do investimento inicial pelo resultado médio aferido no fluxo de caixa. Nessa fórmula, o fluxo de caixa foi inserido com o valor médio com o propósito de simplificar as contas.

Vamos a um exemplo: Imagine uma empresa que demanda R$ 150 mil de investimento inicial e que tem resultado médio do fluxo de caixa mensal de R$ 7500. Nessa hipótese, o payback se dará em 20 meses. Ou seja, serão necessários 1 ano e 8 meses para que o investidor fature um montante equivalente ao dinheiro aplicado.

Quais as vantagens em fazer o cálculo do payback?

A principal vantagem de aplicar o cálculo do payback é que ele é uma medida fácil para estimar o tempo necessário para recuperar um investimento feito. Com isso, ele pode ser facilmente aplicada, independentemente do porte do empreendimento.

O payback uma ferramenta importante para avaliar o tamanho do risco de um empreendimento, bem como para dimensionar a sua liquidez no longo prazo. Por fim, ele é ainda mais útil na viabilidade de projetos com prazos limitados já predefinidos, que geralmente oferecem riscos de prejuízo maior.

Agora que você sabe como é feito o cálculo de payback, tem em mãos uma ferramenta útil para avaliar a segurança do investimento em novos empreendimentos, o que é sempre valioso, ainda mais nos momentos de economia desaquecida.

Não vá embora sem antes conferir algumas dicas sobre a importância do controle financeiro empresarial.

Powered by Rock Convert

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.